TECLADOS DO FUTURO ???

O Título é uma pergunta porque na verdade estou muito seguro que essa interface de entrada de dados irá se modificar radicalmente no futuro e muito provavelmente deixar de existir.

Não, não é porque acabei de ver o filme Minority report, mas vendo os celulares perderem seus teclados gradativamente, por exemplo. (Se não tem mais teclas deixa de ser teclado?!)
Quem usou um Iphone, Itouch, percebe isso com mais facilidade, porque é mais do que substítuir as teclas físicas, a interface é mais intuitiva, com dicionários tipo T9 por exemplo, adiantando a digitação. (Interface em teclados virtuais)
Acredito que o grande desafio do presente é saber como essa interface poderá se tornar cada vez mais versátil, funcional, intuitiva, com menor quantidade de materiais e por isso mais “verde” dentro do conceito de menor desperdício e poluição na sua produção.
Um teclado que achei interessante, buscando essa linha, é o OPTIMUS Tactus keyboard, que é na verdade uma tela touch, com diversos recursos além de um teclado normal. No link tem mais fotos e informações: http://www.artlebedev.com/everything/optimus-tactus/

Essa forma de interface permite muita flexibilidade, como vocês verão no link, mas deixa de lado a portabilidade, que é a linha de muitas outras versões de teclados que ainda estão se aperfeiçoando para tentar ganhar o mercado. (Fotos abaixo – Teclado enrolável e o holográfico)

Cada dia que passa o homem busca uma inteface mais fácil entre nós e as máquinas, que por enquanto ainda são cegas, surdas e mudas. Assim no futuro o desenho das máquinas e suas novas entradas de dados possivelmente serão um só novamente. Será?

3 comentários sobre “TECLADOS DO FUTURO ???

  1. Oi Rodrgo!Acho que essa mudança, ou evolução, começa bem antes da necessidade do design. Acho que é conceitual. Por exemplo, quando fiz “cursinho” de digitação (não se espante, mas eu fiz sim, no tempo de mil-novecentos-e-vovó-era-virgem), o teclado era um “periférico de entrada de dados”. Hoje, meio mundo se refere ao teclado como interface. Por “interface” já se entende uma via de mão dupla, e isso muda todo o conceito do aparelhinho, ou estou enganada? Bjão!=)

  2. Bom saber que esse blog anda animado assim!Claudinha, pode fazer comentários independente de quem tenha escrito o post. São sempre bem vindos.Mas cursinho de digitação é coisa de… ah! Deixa pra lá! :)E, tentando ajudar um pouco nessa conceituação, ‘periférico de entrada de dados’ é só um tipo de interface homem-máquina.Não sei como classificam as interfaces de mão dupla, mas uma coisa importante que acontece no teclado é que ele responde toda vez que vc tecla, com aquele barulhinho que a gente ouve, e também com o ‘afundamento’ da tecla. Essa reaçãp da tecla só acontece para que o usuário tenha percepção de que o comando dele foi executado com sucesso.A tecnologia atual permite desenvolver teclados que não façam barulho ou não afundem, como vemos no post do Renato, mas as pessoas nesses casos costumam sentir mais dificuldades para digitar por um período mais extenso.Por isso acho que o teclado físico pode continuar existindo por muito tempo, principalmente para as pessoas que digitam muito, como programadores de software.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s