Design não é só sobre estética e bom gosto… mas dá para ficar sem?

Uma das maiores discussões relacionadas ao papel do designer, pelo menos nas faculdades, é sobre a questão estética.

É muito comum a turma que está começando achar que basta ter bom gosto que você será um bom designer. Isso não é bem uma verdade e de fato conheço designers que tem gostos duvidosos mas são muito talentosos.

O que acontece é que bom gosto e senso estético variam muito de pessoa para pessoa. Se você se concentrar apenas nesse aspecto do design está condenado.

Eu particularmente concordo que design não é apenas estética, mas minha pergunta é: dá para viver sem?

Eu não vou tentar responder isso aqui, não sou maluco nem presunçoso o suficiente, mas gostaria de trazer alguns exemplos que podem ajudar-nos a pensar um pouco sobre isso.

O primeiro exemplo foi enviado por uma amiga (valeu, Cláudia). Alguém teve a idéia de colocar representações gráficas de bocas em cadeiras (de baixa qualidade por sinal) com objetivo de permitir que o usuário aquela que corresponde melhor ao seu humor naquele momento.

Como eu prometi que não faria comentários, vamos para um outro exemplo. Esse está um pouco mais ligado à falta de funcionalidade do que à estética em si, embora se olhado a partir da perspectiva de ‘beleza’ podemos chegar a algumas conclusões também.

Alguém teve a idéia de usar animais para executar trabalhos humanos. E você diria: ‘mas, Rodrigo, a humanidade faz isso a séculos!’. E é verdade, mas veja o que esse sujeito fez:

Ele desenvolveu um triturador de papel movido a hamster. Até aí tudo bem, se não fosse o fato de que para triturar uma simples folha A4 o bichinho precisasse rodar por 45 minutos, segundo o site G1.

O último, e matador, exemplo pode até mesmo ofender alguns, portanto se tiver coração fraco não continue lendo.

Sabe aquele tal de iPhone, alardeado por muitos como o máximo do design de smartphones? Tenho certeza de que muitos de vocês têm ou querem ter.

Mas e se ele fosse assim (como mostrou o pessoal do Gizmodo):

Você ainda ia continuar querendo comprar um desses? Alguns podem dizer: ‘é claro, afinal é um excelente aparelho’, ou então, ‘mas eu achei bonito’.

Esses dois argumentos na verdade não invalidam nada do que eu tenha dito acima, só contribuem para a discussão: ‘design não é só estética, mas dá para viver sem?’

2 comentários sobre “Design não é só sobre estética e bom gosto… mas dá para ficar sem?

  1. Muito bem argumentado, Rodrigo, sem dúvida. O “bom gosto” tem o seu lugar em qualquer que seja o assunto.Classifico o “bom gosto” como “controle de qualidade” no que fazemos.Adorei!Lau Milesi

  2. Irado o Iphone! rs…Mas acho que foi inspirado nos aparelhos fornecidos para as penitenciárias dos EUA, que obrigatóriamente são todos transparentes. Como aquela velha série dos old mac´s, que tinha uma leve coloração no acrílico, mas que na essência queria mostrar a alma do “bicho”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s