Google+: primeiras impressões sobre a rede social do Google

Imagem: computernewsme.com

A primeira observação, e talvez a mais importante, sobre a nova rede social do Google, é que ela não tem nada a ver com o Orkut e nem com o Buzz.

É verdade que ela tem alguma integração com esses serviços, mas não passa disso. Aliás, integração com outros serviços do Google talvez seja um dos pontos altos dessa nova rede, principalmente no que se refere ao Gmail.

Dando um passo atrás, antes de falar do Google+ eu queria trazer de volta uma notícia que foi veículada recentemente sobre o Facebook. Uma das principais estratégias do Tio Zuckerberg era criar um serviço de e-mail integrado ao FB para que o usuário não tivesse mais que sair de sua rede social para acessar suas mensagens.

Essa parece ser uma estratégia bem interessante, mas pecou por um pequeno problema: pode ser que tenha demorado demais para entrar no ar.

Esse é que eu acredito ser a principal vantagem do G+: ele é totalmente integrado com o Gmail. Para se ter uma ideia, é possível enviar sua postagem para fora do Google+, bastando adicionar o endereço de e-mail para onde você deseja enviar aquele post.

É possível também fazer uma postagem na sua timeline e filtrar quais pessoas poderão visualizar sua mensagem, vídeo ou foto. Para isso, basta criar os círculos de amizade dentro do Google+. Toda vez que você fizer uma nova postagem, é possível selecionar se aquela informação será disponibilizada publicamente ou apenas para determinados “círculos” de amigos.

Voltando à integração com o Gmail, esses círculos também podem conter pessoas de fora do Google+. O que acontece é que os que não estiverem na rede social receberão uma mensagem de e-mail com a informação postada por você.

Ele também integra outras ferramentas do Google, como o Picasa e o Buzz. Não sei qual vai ser a integração dele com o Orkut (afinal deletei minha conta lá há algumas semanas atrás), mas imagino que deve rolar alguma interação entre essas duas redes sociais.

Confesso que achei a solução do Google para enfrentar o Facebook excelente! Se depender da minha impressão inicial, acho que vai vingar.

Eu deixaria inclusive uma sugestão (quem sabe algum desenvolvedor não está lendo isso): se for possível incorporar a timeline do Facebook ao Google+ (assim como é feito no Tweetdeck) eu provavelmente acessaria muito menos o FB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s